Simões Filho,

     
   
 

*
 
           
Administração
 

A AMT Operadora Logística surgiu no mercado de prestação de serviços, terceirizando atividades junto a Bancos, buscando sempre a otimização do atendimento de materiais de consumo para rede de usuários (centros de custo) no cenário nacional.

Essas atividades principais foram estruturadas de forma vertical, tendo como exemplos o Controle de Estoque Virtual, as Compras, a Armazenagem e a Distribuição de Materiais.
Obtendo-se, assim, respostas rápidas às necessidades dos clientes e consequente reduções do custo e do capital imobilizado.
 

Para complementar as atividades de administração realizadas pela AMT, ao final de cada exercício mensal, são disponibilizados para cada cliente os Relatórios Afins, onde os volumes de materiais movimentados, custo de aquisições e de despesas são submetidos à análise.

E ao fim de cada ano, é apresentado o Relatório Gerencial, no qual as variações mês-a-mês podem ser analisadas, ajudando na tomada de decisões.

 
A AMT com seu sistema de administração permite manter um controle bastante apurado, com reposição automática nos níveis críticos, utilizando toda a estrutura de logística de estoque, compras e armazenagem e consequente distribuição em qualquer parte do território nacional.
                 
Armazenagem
O manuseio de materiais é uma atividade importante. Os produtos devem ser recebidos, movimentados, classificados e montados de modo a atender às exigências do pedido do cliente. A mão-de-obra direta e o capital investido em equipamento de manuseio de materiais constituem uma parte importante do custo logístico total.
     
Existe uma variedade de dispositivos automatizados e mecanizados para ajudar no manuseio de materiais. Em essência, cada armazém e seus recursos de manuseio de materiais representam um subsistema dentro do processo logístico geral.
A armazenagem de materiais é um fator de grande importância para as empresas de sucesso. Quando o volume de produto(s) movimentado(s) justifica a utilização de um sistema de logística, a empresa pode escolher entre contratar os serviços de um operador logístico ou operar em suas próprias instalações, o que pode representar em um custo muito alto de manutenção e desfoque do seu negócio principal.
           
Sabendo disso, a AMT Operadora Logística mantém seus armazéns estrategicamente instalados, próximos à BR 324, no CIA - Centro Industrial de Aratu, em Simões Filho, na Bahia. O resultado é uma notável agilidade e rapidez na movimentação de suas cargas.
Seus armazéns oferecem também todas as bases indispensáveis para que as mercadorias possam ser depositadas e armazenadas, unitizadas e desunitizadas, possibilitando a distribuição do produto até seu ponto final.
                             
Na AMT são efetuadas, além da armazenagem, operações de consolidação e desconsolidação, conforme as necessidades logísticas de cada cliente. Recebimento, armazenagem, processamento de pedido, separação dos materiais, montagem de kits, customização, emissão de documentos fiscais, etiquetagem, embalagem, paletização, cross-docking, carregamento e gerenciamento do estoque do cliente. Tudo com rapidez, total eficiência e segurança.
                               
  • Refrigeração
                           
Outra atividade que a AMT está desenvolvendo é a de armazenagem de produtos resfriados. Utiliza equipamentos de alta tecnologia com câmaras de resfriamento que permitem o armazenamento e conservação de produtos perecíveis, decorrentes da manutenção da temperatura adequada.
         
Esse tipo de armazenagem requer uma série de cuidados técnicos e equipamentos especializados, uma vez que pequenas imprecisões no processo de estocagem podem comprometer todo o produto.
         
A Câmara Fria é um exemplo. Nela, pode-se armazenar uma determinada quantidade de material sensível a variações térmicas, cuidadosamente organizada em paletes, a uma determinada e precisa temperatura, o que garante a qualidade do produto estocado.
 

 
  • Arquivo
                       

A AMT Operadora Logística armazena e administra as informações de seus clientes, comprometendo-se em conservar os acervos de documentos em espaço seguro, imune de fungos e umidade.

São utilizadas caixas de papelão com dimensões de 48 x 35 x 35 cm, tendo a capacidade máxima em torno de 20 kg, cada. Há também, como segunda opção, caixas tipo BOX de 36,5 x 25 x 14 cm, destinadas ao arquivamento de determinados documentos de menores volumes.

No que se refere ao índice para consultas, as caixas são devidamente identificadas com as especificações do Setor de Alocação, tornando-as visíveis e facilmente removíveis.

A AMT cuida de acervos de documentos em geral, oferecendo a seus clientes um sistema de armazenagem em estantes de aço específicas, que permite manter a operação segura e confiável. Sabendo o que deve ser guardado e por quanto tempo, as empresas obtêm vantagens contratando nossos serviços, pois reduz os riscos de extravio de documentos, além de disponibilizar áreas em suas instalações para outros fins.

Sobe

Distribuição
A AMT Operadora Logística trabalha diretamente com indústrias, atacadistas ou grandes consumidores, assumindo todas as responsabilidades da distribuição, que engloba o recebimento de mercadorias, paletização, movimentação, formação de kits/empacotamento, armazenamento, separação, reembalagem e carregamento, cross-docking, roteirização, entrega, gerenciamento de estoques e de transportes, emissão de notas fiscais, preparação de pedidos, atendimento ao cliente do cliente e indicadores de performance.
As operações de distribuição incorporam funções do sistema de informações para orientar as atividades físicas do CD (Centro de Distribuição), incluindo recebimento de produtos, movimentação de materiais e seleção de pedidos.
  • Supply Chain Management (SCM)
 
 
O foco em qualidade de produção antes era considerado uma vantagem competitiva. Hoje as empresas vêm incrementando seus lucros e buscando um diferencial competitivo, gerenciando melhor suas cadeias de suprimento com seus parceiros.
         
Em um sentido há o fluxo de bens e serviços tangíveis - matéria prima, industrialização, manufatura, transporte e comercialização. No outro, um fluxo de um bem intangível - a informação - que corre por toda a cadeia. São cotações, pedidos de compra, informações de qualidade, desenhos, gráficos e uma infinidade de documentos que viabilizam as transações comerciais entre as partes.
       
O Supply Chain Management permite o gerenciamento de processos além dos limites físicos da organização, alcançando seus fornecedores e clientes. Ele é responsável pelo gerenciamento da cadeia produtiva e distributiva de uma empresa.
                               
As empresas estão começando a utilizar sua cadeia de suprimentos para reduzir custos e agregar valor a seus produtos e serviços. A AMT Operadora Logística gerencia esta cadeia de suprimentos. Com o SCM, a AMT integra processos e valores da empresa, pois otimiza os fluxos de informação e produtos desde a realização do pedido até a entrega ao consumidor final.
                               
Para que a implantação do SCM obtenha êxito, a AMT possui um fator chave de sucesso: uma visão sistêmica de seus negócios.
 
Evolução do pensamento logístico sob a ótica do Supply Chain:
       

-> Era do campo de mercado – Economia agrária
            -> Era da Especialização – Ênfase nos desempenhos funcionais
                         -> Era da Integração Interna – Funções Integradas
                                      -> Era do foco no cliente – Busca por Eficiência
                                                  -> Era do Supply Chain – Logística como diferenciação

 
Just in Time
A filosofia Just In Time (JIT) é muito mais que uma simples técnica para administrar a produção. Também conhecida como produção stockless - estoque mínimo, ela foi criada pela Toyota Motor Company na década de 70, com o objetivo de eliminar as atividades que não adicionavam valor na cadeia compras/fabricação/distribuição, produzindo a peça certa, no lugar e no tempo certo.
   
     
A competição internacional e as lições da prática japonesa incentivaram a adoção de métodos JIT e de métodos de gerência da qualidade. Os inúmeros avanços tecnológicos também tiveram um enorme impacto na gerência dos estoques. Podemos citar como exemplo os sistemas de baseados em código de barras, integrados com outros sistemas, que permitem um maior controle sobre o processo, a disponibilidade do material armazenado, bem como a sua monitoração.
     
A AMT Operadora Logística está posicionada de maneira estratégica neste contexto, através do gerenciamento de estoques, monitorando, eficiente e eficazmente, toda a cadeia de suprimentos. A AMT considera que reduzir os níveis de estoque do processo de produção é um assunto interno e também externo, através do estreitamento do relacionamento com fornecedores.
                               
Quando a AMT passou a utilizar os sistemas JIT, foi além da prática comum do mercado, adaptando uma nova sistemática de atendimento, a fim de evitar os estoque de todos os materiais de consumo. Este sistema adaptado foi desenvolvido e patenteado pela AMT, acrescentando-se a função de “Ressuprimento Automático”.
                               
O objetivo maior dos serviços da AMT é otimizar a produção dos seus clientes, melhorar seus lucros e aumentar o retorno sobre o investimento aplicado. Os sistemas JIT são vistos como estratégias de gerenciamento de materiais e reduzem os níveis do inventário, o tempo de produção e o tempo de entrega, melhorando a qualidade do produto.
     
Tecnologia
Entre todas as tecnologias, o computador vem ganhando um maior efeito nas atividades de transportes, estoques, armazenagem, manuseio e processamento de pedidos. A utilização dos avanços da informática vem sendo imprescindível para roteirizar caminhões, fracionar pedidos para uma coleta mais eficiente no depósito, monitorar continuamente o estoque no armazém e prover um acompanhamento em tempo real de uma entrega. estoque no armazém e prover um acompanhamento em tempo real de uma entrega.
     
A automatização é acentuada por todo sistema logístico, aprofundando-se no nível operacional para agilização do processo com a conseqüente redução dos estoques. É a consolidação dos sistemas Just in Time.
     
A AMT Operadora Logística vem trabalhando, crescentemente, em um dos maiores desafios para um sistema logístico: a Logística de Resposta Rápida. O Sistema de Resposta Rápida é um processo de substituição de estoques por informações. Os prazos totais são reduzidos pela aceleração do tempo de processamento e atendimento dos pedidos. Isso se deve ao desenvolvimento da tecnologia de informações, com a introdução do intercâmbio eletrônico de dados, o código de barras, a utilização de pontos eletrônicos de vendas e leitoras ópticas.
     
A lógica na AMT é a captação da demanda em tempo muito próximo da realidade e do consumidor final. O trabalho da logística inicia-se diretamente após a captação da informação. A AMT vem utilizando a tecnologia de informação para elaborar soluções logísticas inovadoras e únicas, buscando incessantemente, ao longo de seu período de atuação, uma previsão ou avaliação precisa, o que resulta na otimização de estoques. O grande desafio da AMT é o “produto certo, no lugar certo e na hora certa”.
     
Transporte
O transporte é a área operacional da logística que movimenta geograficamente o estoque. Ele tem recebido uma atenção gerencial considerável, provavelmente em função de sua importância para o custo total.
         
O transporte é de fundamental importância para qualquer empresa. Ele pode afetar o preço do produto, a pontualidade e as condições físicas da entrega, que, por sua vez, afeta a satisfação do consumidor.
         
As decisões de transporte devem levar em consideração as vantagens e desvantagens entre os vários modos de transporte e suas implicações para outros elementos da distribuição, como armazenamento e estocagem. À medida que os custos de transporte se alteram com o passar do tempo, as empresas precisam reavaliar suas opções na busca da otimização do sistema de logística.
 
         
Nesse contexto, a AMT Operadora Logística considera três fatores de fundamental importância para o desempenho logístico. O custo, ou seja, o pagamento pela movimentação entre duas localidades geográficas e as despesas relacionadas ao gerenciamento e manutenção do estoque em trânsito, a confiabilidade e a velocidade do transporte, que é o tempo necessário para completar uma movimentação específica.
         
Acreditando nesses três fatores - o custo, a confiabilidade e a velocidade - a AMT está preparada para transportar o seu produto para os mais distantes pontos da Bahia e do Brasil. Para isso desenvolve uma logística adaptada às necessidades de cada cliente e a cada tipo de mercadoria.
         
A operação de transporte da AMT compreende diversos outros serviços: consolidação, roteirização, movimentação, embalagem, armazenagem, e, ainda, cross docking, logística reversa, distribuição, documentação, consultoria, assessoria e suporte técnico.
           
   
 
*
Powered by CMMS | Entre em contato via e-mail